« Voltar

Como ajustar a mesa e o guidão da bicicleta? 

Como ajustar a mesa e o guidão da bicicleta? 

Aprenda a fazer uma regulagem básica no cockpit da sua bicicleta e ganhe controle sobre sua pilotagem

Quando a bicicleta é montada na fábrica, seus componentes normalmente são colocados em uma posição mais genérica. Afinal, nesta fase da vida da magrela, é importante que ela passe sem percalços pela linha de montagem, para depois ser embalada da forma mais compacta possível.

Mas, mesmo quando sua bicicleta é montada em um revendedor oficial Oggi, o mecânico não tem muito como saber suas medidas e preferência. Por isso, é realmente importante fazer um bike fit, mas é claro que ele não é obrigatório. 

Afinal, como já explicamos para você, dá para fazer um ajuste básico no selim da bicicleta em casa e, neste artigo, vamos ensinar você a fazer um ajuste no cockpit da magrela, sem trocar nenhum componente.

Sim, muitas vezes a posição ideal só será atingida trocando alguma peça como a mesa, o guidão ou até mesmo o canote, mas isso é assunto para outro texto. 

1 – Comece pela altura do guidão

O ponto de partida no ajuste do cockpit é acertar a altura do guidão da bike. Isso pode ser feito de maneira muito simples, tirando ou colocando espaçadores acima ou abaixo da mesa da bicicleta. Para isso, siga os passos abaixo:
1 – Solte o parafuso superior da mesa e retire-o da bicicleta, juntamente com a tampa da mesa.
2 – Afrouxe os parafusos laterais até que a mesa fique solta. Eles não precisam ser retirados.


3 – Puxe a mesa para cima, tirando-a da espiga.
4 – Mova as arruelas de espaçamento para cima ou para baixo, de acordo com sua preferência.

5 – Recoloque a mesa no lugar e alinhe com o pneu.
6 – Coloque a tampa da mesa e o parafuso de aperto. Aperte-o até sentir que não existe mais jogo na caixa – ela também não pode ficar presa.
7 – Reaperte os parafusos laterais até o torque especificado no componente.

A altura do guidão tem um papel importante na distribuição de peso da bike, e também no conforto do ciclista. Normalmente, a frente mais baixa permite encarar subidas inclinadas com mais facilidade, mas tende a dificultar a vida do piloto em descidas íngremes – nas curvas, mais peso na frente costuma significar mais aderência.

Além disso, a frente muito baixa vai cansar mais as mãos e as costas do piloto, o que pode causar dores. Por isso, se estiver começando, vale a pena manter a mesa mais alta até se acostumar com a bike. 

2 – Virar a mesa ao contrário

Além de trocar a quantidade de espaçadores acima ou abaixo da mesa, é possível virá-la de cabeça para baixo para aumentar a amplitude da regulagem. O processo para isso é basicamente igual ao de cima, com a diferença que você vai ter que tirar o guidão. 

Para isso, siga os passos abaixo:
1 – Solte os 4 parafusos que prendem a frente da mesa
2 – Tire a frente da mesa.
3 – Com a mesa colocada invertida, coloque o guidão novamente no lugar.
4 – Coloque os 4 parafusos de volta na frente da mesa, seguindo a recomendação de torque indicada na peça. 

Para apertar os parafusos da mesa, é importante fazer um “X”, como indicado na figura do item acima, sempre seguindo a recomendação de aperto do componente. 

 3 – Inclinação do guidão

Depois que você estiver confortável com a altura do guidão da bike, o próximo passo é ajustar a inclinação do guidão. Para isso, basta afrouxar um pouco os parafusos da frente da mesa – não se esqueça de apertá-los novamente depois!

Uma boa dica para acertar na inclinação do guidão é tentar sentir a pressão nas mãos sendo aplicada de forma equilibrada sobre a palma. Com o guidão muito girado para frente, a pressão costuma ser maior na parte de fora da mão – o guidão virado para trás tende a aumentar a pressão perto do dedão. 

Além disso, o giro do guidão também interfere na posição dos cotovelos.Quando ele aponta mais para cima, os cotovelos tendem a apontar para cima também, deixando o piloto em uma posição mais agressiva para as descidas, mas mais desconfortável.

Aqui, o mais importante é experimentar e testar durante a pedalada, sempre prestando atenção em como você se sente sobre a bicicleta. Não existe problema em mudar a inclinação do guidão durante e pedalada, desde que você aperte-o corretamente depois, e lembre-se de ajustar também os manetes de freio e trocadores. 

4 – Posição dos manetes de freio

A imensa maioria dos freios hidráulicos encontrados nas bicicletas modernas foram feitos para serem acionados com apenas um dedo. Por isso, mesmo se a manete for longa, posicione-a para que ela seja acionada desta maneira – usar dois dedos no manete aumenta a força, mas reduz drasticamente a precisão na frenagem.

Dito isto, ajuste a inclinação do manete para que seu punho fique reto ao acioná-lo na posição comum de pedalada, seguindo a imagem abaixo:

Dica: Em alguns casos, deixar o manete um pouco mais alto permite que você encontre uma posição mais adequada nas descidas mais inclinadas, que é justamente onde os freios são mais exigidos. 

Além disso, com o manete nessa posição, o piloto pode ficar apoiado no guidão enquanto o freio é apertado com o corpo recuado para trás, o que facilita bastante o controle da bike.

5 – Alcance do manete de freio

Muitos manetes de freio possuem uma regulagem de distância, que deve ser usada primeiramente para adequar a posição da alavanca para mãos maiores ou menores. Porém, esta regulagem tem outro segredo importante.

Muita gente gosta de usar a alavanca de freio longe do guidão, acreditando que isso trará mais segurança nas frenagens. 

Porém, se você já carregou alguma coisa pesada, certamente já percebeu que seus dedos têm muito mais força quando eles estão quase que completamente fechados, e isso vale para frear a bike por períodos prolongados também. 

Por isso, vale a pena ajustar os freios para que eles fiquem mais perto do guidão. Porém, a manete jamais deve encostar no guidão, principalmente antes que você atinja a potência máxima de frenagem.

6 – Posição do trocador

O grande segredo para ajustar a posição dos trocadores é encontrar um lugar e uma inclinação para eles que permita que você alcance as alavancas com os dedos indicadores e polegares sem ter que mudar a mão de lugar no guidão. 

Assim como acontece com o manete de freio, raramente esta posição será encontrada com os componentes encostados na manopla. 

Se o trocador estiver muito longe, você terá que esticar os dedos para trocar de marcha. Se ele estiver perto demais, você vai bater a mão nas alavancas enquanto você pedala. Além disso, a inclinação dele deve ser ajustada para que você consiga acionar facilmente as trocas dianteiras e traseiras.

Conclusão

Acertar a posição do cockpit da bike não é algo complicado, mas que exige uma certa dose de experiência e experimentação. Por isso, depois que você ajustar a altura do guidão, o melhor a se fazer é colocar um kit de chaves allen no bolso e sair para pedalar em um lugar tranquilo, que permita que você ajuste a inclinação do guidão e a posição do trocador e do manente com tranquilidade. 

Além disso, sempre que estiver pedalando, preste atenção em como está sua interação com a bike em diferentes situações, e não tenha medo de experimentar novas configurações até achar a que mais te agrada!

Nos vemos nas trilhas.