« Voltar

Sinta-se um com a bike! O que é bike fit e por que você deveria fazer um?

Sinta-se um com a bike! O que é bike fit e por que você deveria fazer um?

Processo permite ajustar a bike com perfeição ao corpo do ciclista, evitando dores e lesões

Para muita gente, andar de bike é sinônimo de diversão, liberdade e prática esportiva. Mas, principalmente para quem está menos acostumado, pedalar muitas vezes está ligado com sensações mais chatas como dores, dormências e formigamentos.

Se você está no segundo grupo, precisamos te contar um segredo: existe uma maneira simples de reduzir drasticamente, e até mesmo eliminar, todos os problemas de ergonomia que você tem na bicicleta, e ele se chama bike fit!

Agora, se você pertence ao primeiro grupo, também temos uma ótima notícia para você: fazer um bike fit pode deixar o que já é bom ainda melhor!

O que é o bike fit? 

Em resumo, o bike fit é um ajuste da bicicleta ao corpo do ciclista. O processo todo é realizado por um profissional treinado, muitas vezes com formação em fisioterapia ou outros cursos universitários, que vai regular todos os detalhes da bike para que você fique na posição mais confortável e eficiente possível ao pedalar.

Durante um trabalho que dura entre uma e duas horas, o ciclista terá todas as suas principais dimensões verificadas, bem como sua flexibilidade e objetivos na bicicleta. Depois disso, já com o ciclista na bike, será feito um ajuste fino da postura, onde fatores como a altura e a posição do selim serão reguladas, bem como o tamanho e a posição do guidão da bicicleta. 

Outro detalhe extremamente importante, que também é ajustado logo no início do bike fit, é a posição do taquinho da bike. Além disso, muitas vezes o modelo do seu taquinho pode ser substituído por um com mais ou menos folga, tudo dependendo de detalhes particulares de sua anatomia. 

Como funciona?

Existem várias escolas diferentes de bike fit, portanto o processo vai variar de profissional para profissional. Nos mais básicos, sua flexibilidade e suas medidas serão avaliadas, assim como sua posição de pedalada, mas tudo de forma mais “artesanal”, usando réguas, prumos e níveis. 

No outro lado do espectro, existem tecnologias bastante avançadas de bike fit como sensores de movimento, pedais que medem sua força, câmeras capazes de medir os ângulos de suas articulações e muito mais. 

Independente do método utilizado, a principal “ferramenta” do bike fit com certeza é o profissional por trás do trabalho. Um bom “bike fitter” vai fazer um bom trabalho, independente da tecnologia utilizada. 

Ajuda a eliminar dores, inclusive as do selim  

Com certeza, um dos maiores obstáculos para ciclistas novatos e experientes são as dores causadas pelo selim. Na verdade, existem várias coisas que você pode fazer para pedalar sem sentir dores do selim, mas a primeira delas é o bike fit. 

Isso porque, um profissional bem treinado tem ferramentas e conhecimento suficiente para ajudar você a escolher o selim correto. De cara, ele é capaz de medir a distância entre seus ísquios com uma almofada especial, e com isso acertar a largura correta do banquinho da bike fica fácil.

Vale lembrar que, quando pedalamos, nosso peso deve ficar apoiado nos ísquios, e a escolha incorreta do selim é uma das maiores causas de dores ao pedalar.  

Além disso, detalhes como a altura, a inclinação e a posição do selim fazem muita diferença, e até mesmo a inclinação do seu tronco e o lugar onde estão suas mãos podem influenciar – no bike fit, uma parte do corpo é intimamente ligada com as outras. 

Como o ajuste é feito no corpo inteiro, o bike fit também ajuda a eliminar dores nas costas, no pescoço, nas mãos e nos braços. De quebra, por posicionar o ciclista na posição ideal, ele ainda ajuda a aumentar a eficiência da pedalada, o que no fim vai permitir que você ganhe rendimento sobre a magrela. 

Só uso a bike para trabalhar ou passear. Devo fazer um bike fit?

Mesmo que você use a bike apenas para deslocamentos mais curtos ou passeios de fim de semana, vale a pena fazer o bike fit, até para quem você aproveite melhor estes momentos, ou mesmo para pedalar com mais segurança no trânsito.

Lembre-se que, em um bom bike fit, o uso que será feito da bicicleta será levado em consideração, e por isso é normal que uma bike ajustada para um ciclista urbano seja diferente de uma regulada para um ciclista de estrada, que deseja o máximo em aerodinâmica. 

Perfeito para ciclistas de estrada ou de trilha

O ciclismo de estrada é o exemplo perfeito das vantagens do bike fit. Afinal, nesta modalidade, o ciclista passa horas e horas sobre a bike, quase que o tempo todo sentado no selim, e muitas vezes em busca de um bom desempenho atlético. 

Por isso, no ciclismo de estrada, o bike fit é extremamente recomendado, já que ele permite pedalar com mais desempenho, com menos riscos de dores, lesões e desconforto. Pelos mesmos motivos, ele também é recomendado para praticantes de MTB, principalmente para os mais interessados nas modalidades do cross-country.

Faça um bike fit antes de tirar a bike da loja

Muitas vezes, para atingir a posição ideal de pedalada, será preciso trocar alguns componentes como a mesa, o canote e o selim da bicicleta. Por isso, uma das melhores opções é fazer o bike fit com a bike nova, antes mesmo de tirá-la da loja – neste caso, muitos lojistas oferecem condições super especiais, já que o componente a ser trocado não foi usado. 

Sentir dores ao pedalar é comum, mas não é normal

Lembre-se que sentir dores ou se machucar pedalando não é normal e, se você está sentindo dores, o certo a se fazer é procurar um médico, principalmente se elas parecerem ser lesões. 

Para evitar que uma lesão aconteça, a melhor coisa a se fazer é o bike fit. Mas lembre-se que, mesmo com ele, seu corpo vai precisar de um tempo para se acostumar com a bicicleta. Por isso, se você for novato na bike, contenha a animação e vá devagar.

Lembre-se de aumentar a duração de suas pedaladas de forma gradativa e respeitar os limites do seu corpo. Até porque, se você não está acostumado a pedalar, pegar a bike e rodar 200 Km com certeza vai causar problemas, tenha você feito um bike fit ou não.

Por isso, pegue leve, respeite seus limites, cuide bem do seu corpo e ótimos pedais!