« Voltar

Quando devemos pedalar com a suspensão da bicicleta travada?

Quando devemos pedalar com a suspensão da bicicleta travada?

Conheça o funcionamento da trava de suspensão e aprenda onde e quando ela deve ser usada

Seja na dianteira ou na traseira, a suspensão da bicicleta serve para melhorar o conforto, o controle e a aderência da bicicleta ao terreno. Para isso, a suspensão usa molas e amortecedores, permitindo que as rodas da bike subam e desçam, acompanhando as irregularidades do terreno. 

Mas, o efeito colateral dela é que, assim como ela absorve a energia que vem do terreno em direção ao ciclista, ela também pode absorver a energia que sai do ciclista e vai para o terreno, prejudicando a eficiência da pedalada. 

Quando pedalamos uma bike com suspensão, muitas vezes ela move-se em seu curso, em um efeito chamado “bob” que rouba a potência do ciclista – para prevenir isso, muitas suspensões apostam no sistema de travas.

Quando devemos usar a suspensão travada?

Durante as subidas, principalmente as mais inclinadas ou quando temos que pedalar em pé, a trava é sempre uma boa opção. Mas, vale a pena prestar atenção: se a subida for esburacada ou com obstáculos, muitas vezes a suspensão traseira tem um papel fundamental na manutenção da tração do pneu – neste caso, é melhor manter a trava aberta.

Em subidas lisas de estradão de terra, a trava é especialmente bem-vinda, principalmente quando a inclinação for alta e a velocidade baixa, ou mesmo quando temos que pedalar fora do selim.

Aliás, a trava também cai muito bem em subidas curtas e explosivas e sprints, quando aplicamos muita força, normalmente fazendo força em pé. 

Mas, em todas essas condições, é muito importante ter certeza de que você não vai atingir buracos maiores e nem saltos, já que isso pode danificar seu equipamento se a suspensão estiver travada.

Como pedalar de forma eficiente sem a trava?

Como você viu, a trava ajuda bastante em alguns momentos, mas ela também tem um lado negativo: por evitar que as rodas copiem o terreno, elas reduzem a tração e o controle, até mesmo nas subidas. 

Por isso, é legal aprender a pedalar de forma eficiente, mesmo sem a trava. Para isso, principalmente nas bikes com duas suspensões, o segredo é pedalar sentado, girando as pernas com velocidade e suavidade, e sem movimentar demais o tronco.

Aplicando esta técnica, muitas vezes é possível encarar subidas inclinadas e técnicas, aproveitando a tração proporcionada pela suspensão destravada, mas sem perder energia demais. 

Posso usar a trava no asfalto ou no estradão de terra?

Muita gente gosta de pedalar com a suspensão da bicicleta travada em trechos mais lisos, principalmente no asfalto ou em estradas de terra mais lisas. Geralmente, esta prática não é recomendada, já existe o risco de você pegar um buraco de surpresa e danificar algum componente da bike. 

Por isso, se você pedala muito nesta condição e abusa demais da trava, uma boa opção é endurecer um pouco a suspensão, colocando mais pressão de ar nela. Assim, você terá menos “bob”, mesmo sem usar a trava – pedalar de forma eficiente também ajuda bastante.

Como funcionam as travas de suspensão?

Existem diferentes mecanismos de trava. Modelos mais simples de suspensão possuem travas mecânicas. Neste tipo de sistema, um pino, lingueta ou outro mecanismo impede que a suspensão se mova quando você gira a alavanca.

Apesar de serem simples e baratos, estes mecanismos são especialmente suscetíveis a danos quando atingimos um buraco com a suspensão travada. 

Outro mecanismo comum são as travas hidráulicas, que bloqueiam o fluxo de óleo no amortecedor da bike, impedindo que ele se movimente. Atualmente, muitos amortecedores deste tipo possuem válvulas de alívio, que abrem caso você atinja um buraco maior com a suspensão travada – apesar de protegerem bem, mesmo este tipo de sistema está sujeito a danos, portanto os cuidados devem ser os mesmos. 

Vale destacar que algumas travas permitem uma pequena movimentação da suspensão, enquanto outras bloqueiam 100% os movimentos – essa característica varia de modelo para modelo. 

Mas, se sua suspensão não se movia travada e agora ela se move, provavelmente algum problema aconteceu. Neste caso, pare de usá-la imediatamente e leve-a para uma revisão em um mecânico de confiança – se for uma Oggi, confira nossa rede de revendedores.

Travas remotas

Algumas bicicletas possuem travas com mecanismos de acionamento posicionados no guidão: a famosa trava remota, que pode bloquear a suspensão dianteira, a traseira ou ambas ao mesmo tempo como a nossa Cattura Pro T-20

Com esse tipo de sistema, o piloto consegue abrir e fechar as suspensões em um piscar de olhos, o que é muito positivo quando pedalamos em trilhas com descidas e subidas em sequência, cenário muito comum em provas de cross-country olímpico, por exemplo. 

Para trilhas mais tranquilas ou uso menos intensivo, a trava montada diretamente na suspensão também resolve. O único ponto é jamais se esquecer de desbloquear o componente antes de pegar uma descida. 

Além disso, existem suspensões com travas de três estágios, suspensões com travas eletrônicas, mecanismos automáticos de acionamento, telemetria e muitas outras tecnologias super legais envolvendo a suspensão da bicicleta.

Por isso, fique sempre ligado aqui no Blog da Oggi, aprenda mais sobre todas as tecnologias do mundo da bicicleta! 

Bons pedais!